30 palestras e visões. Chaves para a VI Reunião de Agências de Marketing


Em 6 de junho, o VI Reunião de Agências no Teatro Goya, um evento organizado por Aula CM em colaboração com o Teatro Goya e Elenco, com o objetivo principal de unir o Agências de marketing da Espanha para que eles fortaleçam seus laços e possam compartilhar conhecimento e experiências entre eles. Abaixo você pode encontrar um resumo das coisas mais importantes.

Este ano, o VI Reunião de Agências tem sido totalmente diferente dos anos anteriores. Durante o dia, temos mais de 30 trabalhos individuais e 6 mesas de discussão sobre:

  • Posicionamento SEO
  • Design Gráfico e Web
  • Marketing de Conteúdo e YouTube
  • Mídias Sociais
  • Organização de eventos
  • Publicidade on-line

Entre as mesas temos a participação de três palestras, duas sobre ferramentas de marketing online como são Metricool e Influência e outro Elenco no show todas as suas inovações em tecnologia e infraestrutura para eventos. Também o conhecido rapper Arkano e o saxofonista Fabián Rivero Eles ajudaram a entreter o evento.

Veja este post no Instagram

Somos muito gratos aos 33 palestrantes das agências e às mais de 150 agências e participantes do livro e do pôster! 😄 . . Obrigado a todos por fazerem parte desta VI edição do Encontro de Agências de Marketing !! ➡ Livro: http://bit.ly/libro-reunion-agencias ➡ Poster: http://bit.ly/poster-reunion-agencias

Uma publicação compartilhada da AulaCM (@aulacm) em 7 de junho de 2019 às 9:08 PDT

Livro, Poster e novo site

A VI Reunião de Agências foi uma edição especial e diferente das anteriores. Prova disso foi a mudança de localização para o Teatro Goya e a criação de uma página web reuniondeagencias.com. Além disso, este ano contamos com a colaboração de mais de 60 agências com as quais desenvolvemos livro com conselhos, experiências e previsões sobre o setor. Também fizemos um cartaz com todos os nomes das agências participantes.

Se você quiser baixar o livro e / ou o cartaz, visite a web de reuniondeagencias.com

Resumo e conclusões por temas

Posicionamento SEO

No debate sobre o posicionamento SEO temos a participação de:

Iñaki Tovar – Webpositer

Iñaki Tovar, da Webpositer, causou grande impacto durante sua apresentação no importância do CRO e a necessidade de trabalhá-lo antes de começar com a estratégia de SEO. Antes de se concentrar em atrair tráfego, você tem que preparar a web para vender.

Além disso, Iñaki tratou a melhoria do CRO como uma melhoria no SEO, já que ter um CRO bem trabalhado ajuda você um:

  • Melhore o efeito do Pogo Sticking
  • Melhorar o tempo de permanência
  • Aumentar o número de páginas exibidas.
  • Melhorar a taxa de rejeição

Laura López – República da Internet

Em seu discurso, Laura López, da Internet República, falou sobre o desafios atuais o que há em SEO. Para ela, existem dois grandes desafios:

Adaptar-se ao mudanças que o Google está fazendo nos resultados da pesquisa. Palavras-chave Pesquisa perdeu eficácia e deu lugar a Intenção de pesquisa. Para isso, é importante analisar o que o Google está mostrando na primeira página e adaptar nosso conteúdo.

O outro desafio é adaptar-se ao novas tecnologias. Atualmente, o Javascript é a última moda para a criação de páginas web, mas esta tecnologia não está bem adaptada para SEO. Além disso, não devemos perder de vista pesquisas por voz que prometem mudar a forma como os usuários procuravam informações até agora.

Ismael Varela – Grupo Ontwice

Em sua apresentação, Ismael Varela de Ontwice falou sobre o transformação que atualmente está sofrendo de SEO. Durante sua apresentação, ele mencionou dois termos que já haviam sido mencionados pelos palestrantes anteriores, como o Intenção de busca e o CRO.

Para Ismael, é necessário parar de otimizar páginas para uma palavra-chave específica e trabalhá-la com base na intenção de busca dos usuários. Este fato, junto com as pesquisas por voz, fará com que o termos usados pelos usuários toda vez que eles são cauda mais longa.

Além disso, ele também falou sobre a importância de trabalhe o CRO, pensando que os usuários quando entram em uma URL real encontram o que estavam procurando.

MJ Cachón – Somos MJ

Para MJ, temos que retornar ao básico. Se pudéssemos fazer apenas 3 coisas em que MJ apostou:

1 Pesquisa de palavras-chave entender como o usuário pesquisa o que uma empresa oferece (intenção de busca) e usar o mesmo idioma do usuário. Além disso, devemos ir além identificar o que o Google está mostrando.

2. MJ mostrou a importância de aposte e trabalhe um tipo de URLpor exemplo, com https e sem www. Desta forma, haverá apenas uma versão da web e o Google não será confundido.

3. Cuidar de velocidade de carregamento, especialmente em dispositivos móveis, prestando atenção máxima ao tamanho das imagens, armazenando recursos em cache e evitando bloqueios ao carregar a página.

Jorge González – Crescimento Digital

Em seu discurso Jorge González «Coke» discutiu a importância de fazer um bom ligação interna, sendo este um dos elementos fundamentais no SEO.

A Internet está resumida nos links e é necessário conectar alguns URLs com os outros. Por esta razão, é importante ter uma boa ligação interna e, para isso, é necessário ter um arquitetura web adequada. Existem muitos tipos de arquitetura, mas não é aconselhável ter conteúdo que seja mais de 4/5 cliques.

Tabela de discussão SEO

Durante o debate sobre SEO, moderado por Ernesto G. Bustamante Os palestrantes responderam perguntas muito diversas relacionadas ao posicionamento SEO, sobre gerenciamento de clientes e o que eles estão procurando quando se trata de atrair talentos.

Algo muito importante e destacado por diferentes oradores durante o debate é a necessidade de não procurar nada além de tráfego, uma vez que o SEO É algo que deveria ser ligados à estratégia de negócios. Menos tráfego, mas mais qualificado, ajudará as empresas a alcançar seus objetivos.

Eles também comentaram que é necessário ser transparente com os clientes e mantê-los informados de tal forma que eles saibam o que está sendo feito em seu site.

Quanto ao status da profissão, eles disseram que era difícil encontrar bons profissionais no setor. Quanto ao que estão procurando em um profissional, eles apenas resumiram isso em: inquietação, paixão, desejo de investigar, atitude e treinamento mínimo (teste-erro).

Veja este post no Instagram

Uma publicação compartilhada por Iñaki Tovar (@seomental) em 6 de junho de 2019 às 3:56 PDT

Design Gráfico e Web

No debate sobre Design Gráfico e Web, temos a participação de:

Álvaro Aparicio – Ole

Álvaro falou durante a sua apresentação sobre o grande valor dos dados no momento da experiências de usuário de design satisfatório. É importante coletar dados, mas você deve ter controle sobre eles e perspectiva para saber como interpretá-los bem.

Uma das melhores estratégias para criar uma ótima experiência de usuário é deixar que o próprio usuário crie essa experiência e Álvaro deu como exemplo Netflix, cuja plataforma varia de acordo com o usuário.

Para terminar, Álvaro disse que era importante não perder a parte off-line, já que a parte on-line faz parte do negócio, mas não todas.

Bárbara Guillén – Llorente e Cuenca

Em sua apresentação, Barbara discutiu o imagem como algo pessoal e que, portanto, não pode transmitir experiências. As experiências vêm das emoções e é por isso que Barbara diz que Llorente e Cuenca estão apostando no Experiência Visual.

Para ilustrar isso, ele deu como exemplo uma campanha que realizou para Coca Cola onde criaram um universo gráfico para a marca.

Ana Canavese – Estamos comercializando

Durante sua palestra, Ana colocou o foco em 7 chaves em criatividade e design para obter resultados em campanhas de marketing:

  1. Em on-line podemos fazer segmentações e empatia melhor com o nosso comprador.
  2. Trabalhe o Campanhas 360º e que cada ação tem coerência com o resto da campanha.
  3. Faça o limitações uma vantagem. Por exemplo, no e-mail marketing, você não pode usar o vídeo, mas GIF.
  4. Diálogo Temos que ter um lugar onde o usuário possa nos mostrar sua opinião.
  5. Crie, analise e repita. Temos que oferecer aos usuários a experiência e analisar nossas campanhas para melhorar no futuro.
  6. Trabalhe o co-criação de equipe. Devemos aproveitar a variedade de perfis e não trabalhar em departamentos separados.
  7. Ciência + criatividade. É necessário unir tecnologia com criatividade.

Victoria Rodriguez – Isobar

Em sua palestra, Victoria falou sobre uma das histórias de sucesso de sua agência Isobar. Neste caso, foi um projeto para o Google (Pense com o Google) em que eles começaram de não ter qualquer conteúdo e com o objetivo de se tornar uma referência no Twitter.

Para atingir esse objetivo, eles criaram uma nova marca na qual estabeleceram diretrizes baseadas em tipografia, cores, ilustrações etc. Uma vez estabelecidas as linhas de trabalho, elas criaram diferentes tipos de conteúdo para compartilhar, como cartões animados, infográficos ou vídeos. Além disso, eles prestaram atenção a dias especiais e criaram conteúdo específico para eles.

Ricardo Tayar – Apartamento 101

Durante sua palestra, Ricardo Tayar discutiu a criação de páginas web e aplicativos. Para ele, a grande maioria dos desenhos ainda são feitos visando a público que tem objetivos diferentes.

Graças às novas tecnologias, você pode projetar experiências digitais especificamente segmento orientado muito mais reduzido a partir de uma base comum.

Para conseguir isso, Ricardo dá como exemplo a ferramenta Google Optimize, que permite gerar diferentes versões do seu site, dependendo do usuário que visita sua página.

Mesa de discussão Graphic and Web Design

Durante o debate Graphic and Web Design, moderado por Javier Balcazar, os palestrantes abordaram diferentes questões sobre como gerenciar projetos que vêm com uma ótima marca off-line, mas não on-line, como o design ajuda a conversão ou como lidar com os clientes e convencê-los da melhor opção no nível de design.

Sobre como adaptar uma marca off-line para on-line, os palestrantes seguiram a mesma linha e é um processo que exige reflexão, conversando com a marca e tentando junte-se a parte off-line com o on-line, embora existam diferenças.

Os palestrantes também seguiram a mesma linha de resposta à questão de saber se o design gráfico e web influencia as vendas. O componente visual é muito importante para vender produtos, assim como um bom design de informações ajuda a vender serviços mais complexos. É muito importante saber como colocar esses imagens e textos nos lugares certos com base no comportamento que o usuário tem.

Finalmente, eles falaram sobre como mostrar alternativas aos clientes e convencê-los de qual é o melhor. Para isso, todos se referiram à importância dos dados, criam testes e mostrar resultados para os clientes. O problema está em elementos que não são mensuráveis ​​e para os quais você não pode testar.

Marketing de Conteúdo e YouTube

No debate sobre Marketing de Conteúdo e YouTube, temos a participação de:

Blanca Formáriz – 2btube

Marta Formáriz foi encarregada de fazer a primeira apresentação. Nele eu falo sobre como eles trabalham a partir do 2btube estratégia de conteúdo no YouTube para marcas.

Marta explicou que o 2btube era formado por divisões responsáveis ​​por diferentes tarefas:

  • 2b – Agência: cuja função é se conectar com marcas e ver o que elas precisam.
  • 2b – Originais: é responsável por criar e gerar conteúdo próprio.
  • 2b – Serviços: Aconselhar estratégias de marca para o seu canal do YouTube.
  • 2b – Anúncios: é responsável pelo gerenciamento de publicidade.
  • Touché Films: produção de conteúdo premium.

Além disso, Marta acompanhou sua apresentação com um caso real em que trabalhavam para Google Arts & Culture onde eles tinham que dar a conhecer a cozinha espanhola em todo o mundo.

Daniel Marote – Hydra Social Media

O segundo a falar foi Daniel Marote, que focou sua apresentação sobre a importância das marcas. Para o somos todos uma marca. Somos todos um produto. Nossa vida é cheia de transações e precisamos ter uma marca porque é a única barreira à entrada.

Daniel forneceu dados relevantes para os quais qualquer pessoa deveria querer trabalhar sua marca pessoal:

  1. Apenas 33% das pessoas confiam nas mensagens das empresas.
  2. O 92% confiam nas mensagens de outras pessoas mesmo sendo desconhecido.
  3. As mensagens compartilhadas pelos funcionários são compartilhadas 24 vezes mais do que as emitidas pela empresa.

Daniel concluiu dizendo que um marca pessoal é uma estratégia porque você é barato ou você é diferente.

Alejandro Gómez – Marketing Urbano

O próximo a falar foi Alejandro Gómez em nome do Urban Marketing. Em sua apresentação, ele discutiu a importância de gerar conteúdo atraente em torno de uma marca e deu dois exemplos de como fazê-lo.

Se nada acontecer em torno de sua marca, você deve criá-lo.

Para ilustrar o que ele disse, ele colocou dois exemplos do que eles fizeram com o Arkano:

Arkanews: programa de notícias no YouTube em que Arkano disse a notícia de rap. Graças a este canal, ele conseguiu ser um colaborador no Late Motiv de Buenafuente.

Desafio Red Bull: esta foi uma proposta de Arkano para a Red Bull em que ele propôs ser 24 horas de rap sem mais de 3 segundos. Foi realizado no centro de Madrid e teve mais de 30.000 espectadores ao vivo e 2 milhões de visualizações no YouTube.

Cristina Durán – Você Planeta

A quarta apresentação foi de Cristina Durán, que representou o Network You Planet. Em sua palestra, Cristina falou sobre o evolução que o YouTube sofreu desde a sua criação algo que se reflete em um Maior qualidade de conteúdo gerado pelos Youtubers. Como exemplo, ele colocou a evolução do AuronPlay.

Ele também discutiu a evolução da publicidade no YouTube e como as marcas perceberam que, se é o Youtuber que prescreve um produto ou serviço, o resultado é melhor. Para que isso seja bem sucedido, o geração e idéia do vídeo deve cair no Youtubercaso contrário, perderia sua essência. Embora seja necessário que as redes monitorem a mensagem que é dada sobre a marca.

Jesús Madurga – Neoattack

Finalmente, tivemos a apresentação de Jesus Madurga, CEO da Neoattack. Nesse caso, sua apresentação rompeu com tudo o que foi dito nos anteriores, já que se concentrava na geração de Conteúdo baseado em SEO e no Google.

Em sua palestra, ele explicou como o conteúdo funciona a partir do Neoattack, levando em conta como os usuários pesquisam o conteúdo (quais palavras-chave usam), com que intenção o fazem e mostram a maneira pela qual estruturar o conteúdo para atacar o número máximo de palavras.

Além disso, ele contou sua estratégia de links internos entre os conteúdos. Não gerar links de URL simples, mas ancorar links para uma área específica de conteúdo de uma maneira que também melhore a experiência do usuário.

Tabela de discussão sobre marketing de conteúdo e YouTube

Durante o debate sobre Marketing de Conteúdo e YouTube, moderado por Álex Sowick, os palestrantes responderam a diferentes perguntas sobre como o marketing de conteúdo é atualmente, como lidar com as diferentes mudanças em formatos e pesquisas e como adaptar o marketing de vídeo a qualquer empresa.

Atualmente, o marketing de conteúdo não mostra grandes mudanças em si mesmo, mas YouTube sim que tem visto um grande progresso em termos de Melhorias de qualidade e confiança da marca.

Existem vários formatos, como Podcast, vídeo ou blog, mas tudo pode ser compatível e é necessário estar em evolução contínua para adaptar-se a diferente tendências como pesquisa por voz, Realidade Aumentada, etc.

Mídias Sociais

No debate sobre Mídias Sociais, temos a participação de:

Felipe Ramos – RK Pessoas

O primeiro orador nas redes sociais foi Felipe Ramos, do RK People. Em sua palestra ele falou sobre tendência nas redes sociais para "esconder isso". As redes sociais estão saturadas de conteúdo e o que os usuários estão procurando é entretenimento.

Felipe falou sobre duas tendências nas redes sociais:

Propósito: gerar conteúdo que diverte e emoções, mas com o objetivo de causar um impacto positivo na sociedade. Como exemplo, ele colocou a campanha # 8M e como ela foi usada na campanha «Novo conceito de masculinidade».

Irrealidade: as novas gerações têm valores que não são refletidos, é por isso que surgiram os influenciadores virtuais que respondem a eles.

Clara Soler

A próxima a falar foi Clara Soler, que discutiu a importância de Desempenho de mídia social e a necessidade de trabalhar em redes sociais com base na obtenção de um objetivo / s.

Como afirmado em sua apresentação, Clara não publica nada nos perfis de seus clientes, a menos que tenha meta final. Ele explicou que, para alcançar tudo isso, era necessário estabelecer objetivos, estabelecer métricas e planejar ações mensais e semanais que permitem que você alcance o objetivo.

Além disso, ele se concentrou na necessidade de medir todas as ações o que fazemos para saber o impacto real que tiveram no negócio.

Begoña de Anton – Sra. Rushmore

Begoña de Antón foi a terceira a fazer sua apresentação nas redes sociais e eu não deixo ninguém indiferente ao falar sobre o futuro das redes sociais. Durante sua palestra, ele mostrou vários exemplos de como a situação atual está com essas plataformas e que indubitavelmente indica o futuro delas.

Como conclusão e considerando como variáveis ​​os quatro principais usos das redes sociais (mercantil, auditiva, informativa ou discursiva), Begoña estabeleceu quatro cenários futuros:

  • Spam World
  • Hater World
  • Consumo Preto Espelho
  • Informação autoexplicativa

Cristina Carricajo – Cinza

Cristina Carricajo foi a quarta a falar sobre mídia social. Em sua apresentação, ele mostrou uma caso prático sobre como eles gerenciavam as redes sociais de Pizza de dominó e especificamente como eles transformaram um erro em uma campanha bem-sucedida.

Neste caso específico, eles cometeram um erro ao criar um meme no qual se referiam à sua concorrência máxima de Telepizza. Em resposta, eles criaram outra Meme rindo de si mesmos. Com essas ações, eles conseguiram ganhar muita visibilidade e mais de 1.800 novos seguidores em 24 horas.

María Novillo – bons rebeldes

A última apresentação foi feita por María Novillo em nome de Good Rebels. Em sua palestra eu discuto a importância de experiência do cliente e como você pode pegar redes sociais. Para este caso, ele colocou exemplo uma campanha o que eles fizeram para Pepe Jeans.

Nessa campanha eles permitiram personalizar uma jaqueta jeans e isso foi transferido para redes sociais, onde eles convidaram seus seguidores para criar um própria versão através do Instagram Histórias. Esta campanha provou ser um grande sucesso para a marca, dando alguns resultados como:

  • 176.000 impressões por dia
  • 70% mais interações
  • 4,4 milhões de visualizações de adesivos.

Fórum de discussão sobre redes sociais

Durante o debate sobre Redes Sociais, moderado por Fernando Rubio, os palestrantes responderam diferentes perguntas sobre como lutar contra o conteúdo efêmero em redes, o que é deixado para trás e como lidar com o uso de chatbots.

A discussão tratou de como lidar com o conteúdo efêmero. A maioria dos oradores concordou que é necessário procure diferenciação para tornar seu conteúdo mais visível, como acontece no Airhopping. Eles também comentaram que o conteúdo sempre foi efêmero, exceto o criado para SEO.

Quando discutiram quais técnicas ou estratégias se tornaram obsoletas, muitos concordaram que não há mais calendário editorial de publicações apenas pelo fato de publicar conteúdo. Agora tudo é mais natural e o conteúdo é criado para cumprir ou ajudar a cumprir um objetivo.

Organização de eventos

No debate sobre Organização de Eventos temos a participação de:

Ana Dos Santos – Teatro Goya

La encargada de comenzar con las ponencias sobre organización de eventos fue Ana Dos Santos en representación del Teatro Goya donde se celebró la VI Reunión de Agencias.

Para ser un buen espacio de eventos tienes que tener una ubicación privilegiada o tener el mejor espacio.

El Teatro Goya se fundó en época de crisis y ha conseguido crecer gracias a sus trabajadores y los esfuerzos que estos han realizado. Desde los inicios han apostado por intentar dar una gran experiencia a las empresas y así generar boca a boca.

Además, son conscientes de las necesidades de los nuevos eventos y por ello tratan de adaptarse a las nuevas tecnologías y necesidades de sus clientes.

Salvador Albacar – Pop in Group

Salvador Albacar fue el segundo en realizar su charla. Para él, un evento no es más que otro tipo de publicidad en el que se usan productos o servicios y en el que se devuelve una experiencia física/digital a los asistentes. Hay muchas campañas que están asociadas a eventos.

Para generar una gran experiencia desde Pop In Group apuestan por aunar las necesidades de la marca, sus valores y creatividad. Como ejemplo de este pensamiento puso la campaña que realizaron para Adidas.

Margarida Cepeda – MacGuffin

La tercera ponencia la realizó Margarida Cepeda en representación de MacGuffin. Durante su charla contó un Se bem-sucedido de su agencia en colaboración con BBVA, un evento organizado «In House», que estuvo conectado por streaming.

The Garage fue un evento al que asistieron directores estratégicos de BBVA y al que invitaron a 6 Startups que hablaban durante 3 minutos sobre cómo podían ayudar a BBVA en su transformação digital. Por último, los directores de BBVA debatían si la empresa les convencía y si cómo podían ayudar a BBVA en su transformación digital.

Ana Paula – Globalia

Ana Paula fue la siguiente en dar su charla sobre eventos. Durante su ponencia hizo incapié en los elementos que forman un evento perfecto.

  1. El invitado es el protagonista.
  2. Dale una banda sonora.
  3. Encuentra el espacio perfecto.
  4. Es bueno ¡Compártelo!
  5. Se original o muere.

Finalmente, Ana Paula puso el foco en la necesidad emocionar en un evento y afirmo que:

Las emociones mueven el mundo

Rubén López – EDT

Rubén López fue el encargado de finalizar las charlas sobre eventos. Durante su ponencia explicó lo que para él es la fórmula para crear un buen evento y puso algunos ejemplos de cómo unir la parte offline con la online.

La fórmula para crear un gran evento es: Actitud + Equipo – imprevistos x Efecto Wow (innovación, sorpresas, etc.) x Efecto Phygital (experiencias transmedia).

Para lograr experiencias transmedia hay que unir la parte online de un evento con la digital y en este caso Rubén puso un ejemplo que nos da una idea de cómo lo hacen en EDT: enviar una invitación a un evento en el que el usuario tiene que soplar el móvil para ver toda la información.

Mesa de debate de Redes Sociales

Durante el debate de Organización de Eventos, moderado por Leticia Grijó, los ponentes respondieron a diferentes cuestiones sobre cómo medir el éxito de un evento, qué redes sociales utilizar para promocionar un evento o qué acciones suelen realizar después del evento.

Algunas de las formas en las que los ponentes miden el éxito o no de un evento es con mecanismos propios que te ayudan a valorar como por ejemplo el pulsador de sentimientos. Otras opciones que se barajaron fue el uso de tecnología con mapas de calor, seguimiento en redes sociales del evento e insights.

En cuanto a qué redes sociales prefieren para promocionar sus eventos, todos estuvieron de acuerdo que depende del target al que se dirige dicho evento. Aunque si tuvieran que elegir una preferida la gran mayoría apostaría por Instagram y en segundo lugar por Twitter.

Publicidad Online

En el debate sobre Publicidad Online contamos con la participación de:

Diego Velasco  – Sincro Online

Diego Velasco fue el encargado de comenzar con las charlas sobre publicidad online. Durante su ponencia habló sobre cómo trabajan desde Sincro la publicidad online y contó alguno de los trucos que utilizan.

Para Diego es importante unir Google Ads y la estrategia de Inbound Marketing. En este proceso mostró cuatro fases principales:

  • Atraer: Campañas de Anuncios de texto, Display y Video.
  • Conversión: Campañas promocionando sus ebook, guías, etc. a través de Display, Remarketing y Anuncios de texto.
  • Cierre: Campañas de Remarketing y Anuncios de texto.
  • Deleitar: Fase en la que se muestra a los clientes que la empresa está en sus momentos importantes.

Esther Bermejo – Wanatop

Esther Bermejo fue la encargada de realizar la segunda charla sobre publicidad online en representación de Wanatop. Durante su ponencia explicó cómo crear una estrategia rentable para un cliente.

  1. Estudio de palabras clave.
  2. Seleccionar las principales KW de negocio, su volumen y el precio estimado de CPC.
  3. Tendencia del volumen de búsqueda.
  4. Tendencia de búsqueda móvil.
  5. Estudiar a la competencia y su situación online.
  6. ¿Cuánto invertir?
  7. Estimación de resultados desde diferentes escenarios posibles.

Luis Carretero – Geotelecom

La tercera ponencia la ofreció Luis Carretero de Geotelecom, una agencia especializada en Google Shopping. Durante su ponencia, Luis habló sobre su agencia y cómo habían conseguido crecer e incluso ser nominados por Google.

Desde Geotelecom han creado dos herramientas propias que les permite ser más efectivos en la realización de campañas. Las herramientas son Geofeeds y Spyprincing.

Para Luis la publicidad online se mide en resultados y para poder conseguirlos añadió que no pueden para de innovar y probar las nuevas funciones y características que saca Google como por ejemplo Discovery Ads o Gallery Ads.

Sergio Falcón – BEEMO

La siguiente ponencia la dio Sergio Falcón de BEEMO. Durante su charla Sergio habló sobre la importancia de educar a los clientes sobre cómo funciona la publicidad online, que diferencien lo que es inversión del gasto, que conozcan lo que ganan con cada lead/venta y calcular el ROI y ROAS.

Además, mencionó que si las cosas no funcionan no siempre es culpa de la agencia o del cliente. O agencias necesitan información que muchas veces los clientes no ofrecen porque es información sensible como el margen o coste de un producto.

Laura Rodríguez – T2O

La última ponencia individual de la VI Reunión de Agencias la realizó Laura Rodríguez de T2O. Su charla estuvo enfocada en la utilización de Machine Learning dentro de la publicidad online.

Expuso cuatro soluciones basadas en Machine Learning:

  • Dynamic Search Ads (DSA)
  • Smart Shopping Campaigns (SSC)
  • Responsive Search Ads (RSA)
  • Smart Bidding

Mesa de debate sobre Publicidad Online

Durante el debate sobre publicidad online, moderado por Eva Santibañez, los ponentes respondieron a diferentes preguntas sobre con qué tipo de clientes trabajan, relaciones con clientes y captación de nuevo talento.

En cuanto al tipo de clientes que suelen tener la agencia, la gran mayoría respondieron que tenían clientes bastante diversos. Algunos con grandes presupuestos, pero otros con bajos.

Además, comentaron la necesidad de educar al cliente y enseñarle dónde está su rentabilidad. Algunos de los ponentes apostaron por no decir que sí a todos los clientes, sino seleccionar aquellos que tienen posibilidades de crecer y pensamientos acordes a la agencia.

Por último, hicieron mucho incapié en la necesidad de estar formándose continuamente, ya que la Publicidad Online está en continuo cambio.

Conclusão

Como has podido comprobar, la VI Reunión de Agencias dejó grandes frases, reflexiones y sobre todo mucho aprendizaje de cómo trabajan y piensan las agencias. En la mayoría de charlas se habló sobre innovación, adaptación a la última tecnología y la necesidad de educar a los clientes.

Os invitamos a todas las agencias de marketing a participar en la VII edición de Reunión de Agencias, a compartir vuestra experiencia y colaborar en el próximo libro.

¿Te gustaría que hubiese algún otro tipo de debate? ¿Fuiste a la VI Reunión de Agencias? Cuéntanos tu experiencia en los comentarios 👇

La entrada 30 charlas y visiones. Claves de la VI Reunión de Agencias de Marketing aparece primero en .

Sites imperdíveis:

Maquiando no Ano Novo

Trabalho como tradutor a partir de casa pela Internet

Você Está Duro O Suficiente Para Marketing De Afiliados? Você Precisa Do Jogo Interior

Gerencie efetivamente suas campanhas de divulgação para vários clientes e colegas de equipe

 5 etapas para fazer super comissões de afiliados

Melhor da Web #6 – código-bude.net

Compressão de foto e imagem – Por que isso é importante, ferramentas e plugins.

Top 25 trabalhos de entrada de dados do Home Online / Offline: No Investment